Geriatria. Nutrologia. Ortomolecular.

Você já ouviu falar em sarcopenia?

Esse é o nome do processo natural e progressivo de perda de massa muscular característico do envelhecimento. Quanto menos músculo a pessoa possui, menores são a força e a funcionalidade, o que contribui para um maior risco de quedas, fraturas e hospitalizações recorrentes. Sedentarismo, pouca ingestão de proteínas, doenças crônicas e hospitalização estão entre as principais causas que aceleram esse processo. É muito comum as pessoas mais velhas dizerem que comem menos carne, frango e peixes. O consumo de carboidratos, como arroz e farinha branca, é maior nessa faixa etária, pois esse tipo de alimento é mais fácil de ser digerido e absorvido. O resultado, muitas vezes, é uma alimentação inadequada, o que resulta diretamente no ganho de peso. Por isso, normalmente as pessoas demoram para notar a perda muscular e quase nunca a previnem. Além de exames laboratoriais, podemos identificar a sarcopenia através da balança de bioimpedância. Ela mostra a perda de músculo e nos auxilia no acompanhamento do tratamento.. A perda de massa muscular pode ser amenizada com a prática de atividade física regular. Musculação, pilates, caminhada, corrida e bicicleta são boas opções. Sem esquecer é claro da alimentação. É sempre importante ganhar e manter os músculos para envelhecer bem.

Sobre o Autor:

Yara Dantas

Deixar Um Comentário