Geriatria. Nutrologia. Ortomolecular.

Como lidar com idosos centenários

A prolongação da vida é um fenômeno mundial. Dentro da população de idosos, o grupo dos mais velhos cresce significativamente. Idosos mais velhos fazem parte de uma população mais fragilizada por sofrerem maior impacto dos reflexos sociais, interferindo diretamente no processo saúde-doença. A insegurança se faz presente no aparecimento dos déficits sensoriais. A incapacidade de desempenhar livremente sua função, seja no âmbito familiar ou no social, assim como cuidar de si próprio, gera sofrimento. A dependência na velhice, principalmente nos idosos centenários, desencadeia sentimentos de ansiedade e angústia, que acabam direcionando o sofrimento frente às limitações. Outro problema que afeta as mulheres idosas e que compromete sua autoestima é a incontinência urinária. Se para algumas pode ser interpretado como um problema comum da velhice, para outras isso é algo constrangedor e desconfortante. Para conseguirmos confortar e ajudar os centenários, precisamos ser mais sensíveis às vivências e experiências deles. Demonstrar sempre interesse pelas suas atitudes e dar a eles todo o amor que necessitam. Essas atitudes podem contribuir para o acolhimento, o respeito e a valorização daqueles que envelhecem, dando mais dignidade a vida deles.

Sobre o Autor:

Yara Dantas

Deixar Um Comentário