Geriatria. Nutrologia. Ortomolecular.

Quais os riscos dos alimentos industrializados?

Os produtos industrializados ocupam uma parcela cada vez maior do mercado de alimentos. Eles são bem práticos, pois já vêm prontos ou semi-prontos. E além da praticidade, esses alimentos também possuem um prazo de validade bem maior do que os produtos “in natura”, tornando fácil o armazenamento. Porém, é preciso estar atento a certos detalhes do consumo desses alimentos.
Para conseguir a praticidade e durabilidade dos produtos, os fabricantes se utilizam de milhares de aditivos químicos, que, na maioria das vezes, não fazem bem à saúde de quem os consome com frequência. O uso desses produtos químicos deve ser discriminado nas embalagens dos alimentos. O nome de muitos desses produtos químicos vêm codificados, talvez para que o consumidor não se assuste ao ler estas informações do rótulo. Portanto, é uma questão de escolher entre o aspecto saudável dos alimentos “in natura”, e a praticidade dos alimentos artificiais e/ou industrializados.
Conheça os produtos químicos mais encontrados nesses alimentos:

Corantes: A função dos corantes é “colorir” os alimentos, fazendo com que os produtos industrializados tenham uma aparência mais parecida com os produtos naturais e sejam mais agradáveis aos olhos do consumidor.

Aromatizantes: Tem por função dar gosto e cheiro aos alimentos industrializados, realçando o sabor e o aroma. Também fazem com que os alimentos industrializados se pareçam mais com os produtos naturais.

Conservantes: Sua meta é evitar a ação dos microorganismos que agem na deterioração dos alimentos, fazendo com que durem mais tempo sem estragar.

Antioxidantes: Procuram manter os alimentos em boas condições de consumo por mais tempo. Eles têm sua principal aplicação em óleos e gorduras, impedindo ou retardando sua deterioração.

Estabilizantes: São utilizados para manter a aparência dos produtos, tendo como principal função estabilizar as proteínas dos alimentos.

Acidulantes: São utilizados principalmente nas bebidas com função parecida com a dos aromatizantes. Os acidulantes podem modificar a doçura do açúcar, além de conseguir imitar o sabor de certas frutas e dar um sabor ácido ou agridoce nas bebidas.

Sobre o Autor:

Yara Dantas

Deixar Um Comentário