Geriatria. Nutrologia. Ortomolecular.

Mitos e verdades sobre a memória

Ter boa memória significa ser inteligente?
Não necessariamente – Memorizar muitas coisas nem sempre é sinal de inteligência, mas dificilmente uma pessoa inteligente e bem sucedida não terá boa memória.

A memória pode piorar com a idade?
Verdade – Mesmo no envelhecimento normal podem ocorrer algumas mudanças no cérebro e fazer com que haja um declínio nas funções cognitivas, entre elas a memória. Dessa forma, com o passar dos anos, pode ser percebida uma dificuldade maior para aprender novos conceitos e lembrar de fatos recentes guardados na memória.

A falta de atenção não prejudica a memória.
Mito – A atenção e a memória são funções cognitivas e elas interligadas. Portanto é importante saber que a capacidade de memorização está atrelada a atenção, e, se não houver atenção naquilo que está sendo feito ou aprendido, a memória vai ficar prejudicada.

O cérebro que não é estimulado perde agilidade.
Verdade – O cérebro precisa de desafio e, as pesquisas recentes apontam que para que as novas informações sejam retidas, dependem do fortalecimento das conexões que ocorrem entre os neurônios. Então, assim como o corpo precisa de exercícios, o cérebro também deve ser estimulado com tarefas novas.

Quem dorme bem, tem uma memória melhor.
Verdade – O sono é fundamental para o descanso do corpo e com isso o cérebro também é beneficiado. De acordo com estudos, é durante o sono que as informações são armazenadas no hipocampo, área associada a memória.

Atividade física estimula o cérebro
Verdade – Muitos estudos têm comprovado que a atividade física, em especial a aeróbica por 150 minutos na semana, tem efeito positivo sobre a memória, minimizando os declínios que ocorrem mesmo no envelhecimento normal.

Os jogos podem melhorar a memória.
Verdade – Para exercitar o cérebro pode-se fazer qualquer atividade que envolva um novo desafio, como: palavras cruzadas, exercícios de lógica, dominó, xadrez, dama, sudoku, aprender um novo idioma, tocar um instrumento ou qualquer outra atividade que traga prazer.

Depois de uma certa idade não dá para aprender mais nada!
Mito – Os limites não estão na idade, mas na sua falta de
motivação, no medo de se lançar em algo novo, na ansiedade de se
deparar com uma informação que você não domine, na insegurança ou mesmo diante da possibilidade de se frustrar.

Sobre o Autor:

Yara Dantas

Deixar Um Comentário