Geriatria. Nutrologia. Ortomolecular.

Carinho e atenção: fundamentais para a vida do idoso

Meus queridos, vamos falar de uma terapia simples, enriquecedora e repleta de amor. Muitas vezes, ao atingir determinada idade, as pessoas meio que se entregam. Perdem o interesse por tudo, passam a maior parte do dia na cama, sem ao menos ver televisão ou ouvir música, apenas recolhidos e pensando, quase sempre em coisas ruins.
O melhor remédio para esta situação de prostração é grátis, mas exige muita dedicação, paciência e carinho: fale com eles! Converse muito, mas além do “como a senhora está?” ou “tomou seu remédio?” (isso também é importante, que fique claro).
Procure assuntos que estimulem o idoso em questão. Antigos interesses, revelações fresquinhas sobre artistas que a pessoa admirava, o novo escândalo da política, fotos recentes dos netos ou bisnetos que moram longe (olha aí um bom uso do celular e das redes sociais!).
Por exemplo: um prato delicioso de sua infância que você quer reproduzir, mas só é possível com as preciosas dicas dela. Parece banal, mas é uma troca de conhecimento e carinho inestimável, que faz o idoso se sentir valorizado e útil, além de amado. Coisas fundamentais nesta fase da vida.
E que fique claro que não é apenas um ato de caridade etc. Quem se entrega de corpo e alma, fala e REALMENTE escuta o que um idoso querido tem a dizer sai da conversa enriquecido de sabedoria, amor e bem estar, traduzidos no olhar cheio de brilho e gratidão recebido ao fim da conversa. Fale com eles!

Sobre o Autor:

Yara Dantas

Deixar Um Comentário